Gilberto - Giba
Não há ninguém, mesmo sem cultura, que não se torne poeta quando o Amor toma conta dele.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Vejo pela janela os carros, as pessoas, passando rapidamente, sinto meu corpo pressionado pela gravidade, começo a ver os carros, as pessoas, os prédios, diminuindo, tornando-se quase invisíveis, meu coração pulsa suavemente...
Olho para fora vejo nuvens como um lindo campo de algodão, o mar azul reflete a beleza do sol que nasce dando seu espetáculo, meu voo segue tranquilo enquanto continuo encantado com os traços delicados da paisagem distante... O
Avião faz uma curva e começo a enxergar novamente casas, carros, pessoas, vejo lindas araucárias tocando sutilmente os céus com sua energia vivaz, o chão vai se aproximando e suavemente o tocamos , meus pés agora estão firmes, conectados a mãe terra...
Romper as barreiras que nos paralisam em nossos pequenos mundos individuais é como pisar na lua, um pequeno passo, mas um grande salto, um salto que deixa para trás uma crença, um salto que arquiva as informações outrora deturpadas em seu novo e arejado espaço...
Gilberto Holovatino
Enviado por Gilberto Holovatino em 18/07/2018
Alterado em 19/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Gilberto Holovatino). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários