Gilberto - Giba
Não há ninguém, mesmo sem cultura, que não se torne poeta quando o Amor toma conta dele.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


A mor... o sentimento mais nobre e mais doce que sentimos em nossas vidas, o amor transcende os limites da vida que conhecemos e segue por todo o caminho da eternidade que sonhamos...
L oucuras amorosas, amor de mãe, amor de irmão, amor de filho, amor de si próprio, amor, palavra singela de apenas quatro letras mas com um significado gigante, um significado que não conseguimos buscar palavras capazes de explicar...
E m uma epistola, Paulo um dos apóstolos diz com muita clareza que ainda que falasse a língua dos homens e dos anjos, se não tivesse o amor, de nada servia, diz ainda que o amor é sofredor, que o amor perdoa, o amor suporta, o amor espera....
M uitas vezes vemos este sentimento como finito, como se ao partirmos desta morada o amor se acabasse, mas não é assim, o amor é a língua dos homens e dos anjos, todo amor que sintimos e emanamos fica armazenado numa caixinha dourada que a carregamos por toda vida, a que conhecemos e a que acreditamos...
 
D eus, quando nos dá a oportunidade de amar de verdade, nos conecta com outros que também nos amam e isso dura para sempre, ainda que estejamos separados por um espaço, por uma cidade, por um pais, ou até mesmo em dimensões diferentes...
A lém da vida, existe vida, e a conexão permitida por Deus, não finda e não enfraquesse pela distancia, ela apenas se modifica, se adapta e em nossa caixinha dourada, ficam as boas lembranças, o puro e verdadeiro amor.
 
V amos um dia estar todos juntos novamente, numa única dimensão onde poderemos relembrar nossos momentos de amor, de dedicação de doação, vamos novamente poder olhar profundamente em nossos olhos e proferir a frase que acalanta...
I ndescritivel emoção tomo conta de nossas auras ao reencontrar nossos amores que se foram da vida que conhecemos e que quando lá chegarmos, estarão de braços abertos e com um abraço apertado dirão: Eu te amo desde sempre.
D eixe toda amargura, deixe os sofrimentos e acredite, que não existe “além da vida”, existem momentos de vida e podemos mesmo que em dimensões diferentes mesmo que inconsoláveis pela distancia,
A mar, amar e amar.
Gilberto Holovatino
Enviado por Gilberto Holovatino em 14/06/2017

Música: Aleluia - Desconhecido

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Gilberto Holovatino). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários